Reunião da Rede Social do Centro – 21/02/2011

Avanços do I Mutirão para o II Mutirão:

  • Crescimento do número de atendimentos.
  • De 19 tendas para 32 tendas.
  • No II mutirão, acrescentamos o setor de saúde.

O Pastor Daniel, do Comebi, iniciou a reunião enfatizando os resultados positivos do Mutirão, e a grande repercussão do evento. Disse também que, por outro lado, ainda faltaram vagas de internação para usuários de drogas, e que não houve necessidade de perda de tempo com burocracia, pois a prefeitura entrou como parceira (o subprefeito da Sé assinou a autorização, levada pelo Pr. Daniel).

Até sexta-feira de manhã não tínhamos a exata certeza da realização do evento, devido a dificuldades com a SPTurismo. No I Mutirão, a SPTurismo havia negado a participação no evento, provavelmente por ordem do secretário de governo, até o Procurador da República Dr. Jéferson mandar um ofício para solicitar a aprovação, o que veio a ocorrer posteriormente.

Uma idéia para os próximos eventos é a Responsabilidade Social do Bradesco ajudar a pagar as tendas.

Caminhos para o Mutirão

1)      O Mutirão se tornar uma política pública. Entendimentos entre as secretarias municipais e, se possível, marcarmos uma reunião com o prefeito, com vistas a tornar o evento uma política pública municipal oficial. Caso não seja possível, partimos para a opção 2.

2)      Iniciativa popular, como vem sendo realizada pela Rede Social do Centro.

Os participantes falam da importância do evento, com grandes resultados para a sociedade.

Vander falou que a iniciativa de tornar uma política pública pode dar mais força ao evento, tendo mais vagas para internação de usuários de drogas, por exemplo. Além disso, daria mais estrutura e institucionalizaria o evento.

Vander também falou que o Ministério Público de São Paulo deu total apoio ao Mutirão, inclusive com a designação, via Diário Oficial, de promotores de justiça para atuarem no evento.

As representantes da saúde falaram da importância de fortalecer o evento, como política social, de modo a atender mais pessoas.

A prefeitura apóia a realização de mutirões periodicamente.

Atuação da rede no pós-mutirão

O Pr. Daniel defende a idéia de realização de eventos pontuais periodicamente na região. Um exemplo é um projeto de plantio de árvores.

Vander defende a idéia de realização simultânea dessa atuação social em duas frentes: os Mutirões periódicos semestrais, com possível apoio oficial da prefeitura como política pública, e os eventos pontuais, com total autonomia da Rede Social do Centro em sua organização.

Foi falado que uma idéia interessante é que os Mutirões sejam semestrais, e que continuem ocorrendo no mesmo local (Praça Princesa Isabel).

Vander falou da importância da interconexão entre as entidades e órgãos governamentais, pelos seus representantes nas reuniões da Rede Social do Centro. Muitas vezes um representante de determinado órgão pode auxiliar no planejamento com as chefias de outros representantes de outros órgãos presentes às reuniões, o que pode facilitar a execução de projetos e a tomada de decisões.

Próximo Mutirão

Idéia que o III Mutirão ocorra no segundo semestre de 2011.

Propostas

  • Reuniões mensais deste núcleo, além das regiões gerais da Rede Social do Centro.
  • Definir um local de reuniões.
  • Amadurecer ambos os sentidos possíveis de encaminhamento do Mutirão, seja como política pública, seja como iniciativa popular.
Anúncios
Esse post foi publicado em CENTRO e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s